Sabemos que a tecnologia mundial muda completamente o comportamento do consumidor – principalmente no Brasil – sob o uso de aparelhos móveis. A internet móvel no nosso país está crescendo constantemente e a expectativa é que, nos próximos cinco anos, o número de usuários móveis triplicará.

Na América Latina, o Brasil é um dos maiores players em termos de uso de internet. Os números são assustadores. Veja só:

Em 2015 todos os países da América Latina tinham 332 milhões de usuários. Dentro deste dado, 114 milhões eram brasileiros – quase um terço do número total.

Com esse cenário em forte movimento, você está investindo corretamente no mundo mobile? Quais são as necessidades da sua empresas? Um site responsivo ou um aplicativo de acordo com a sua segmentação? Qual a diferença entre eles?

Afinal, a vida é móvel e sua empresa precisa acompanhar para gerar lucros e resultados com novas ferramentas virtuais.

Reconhecer as diferenças entre um site responsivo e um aplicativo mobile é fundamental para que você possa planejar uma estratégia adequada, alcançando da melhor forma o seu público-alvo dentro do ambiente mobile.

Quer saber como investir corretamente? Vamos lá!

Site responsivo

 Com um site responsivo as páginas do seu site se ajustam automaticamente ao tamanho da tela e mudam a forma de como lidamos com conteúdo web em dispositivos móveis. Basicamente é isso.

São sites que abrem com um bom formato na tela do monitor e se adaptam muito bem a outras plataformas móveis, como celulares, tablets, etc.

Elas fornecem uma experiência de uso mais otimizada, com destaque para conteúdos relevantes e tempos menores de carregamento.

Afinal, aquela chatice de dar zoom na tela do celular quando você precisa entrar em uma página desaparece com o site responsivo. Elementos como imagens, vídeos e animações sempre serão exibidos corretamente sem a necessidade do usuário se frustrar com esse “zoom”.

Sem essa responsividade, a experiência do visitante é insatisfatória e há uma tendência dele desistir de navegar no seu site. Dessa maneira, o objetivo final de gerar conversão (contato ou venda) dificilmente é atingido.

Por isso, o layout é programado para que seja carregado de acordo com o espaço disponível para a exibição. O objetivo é encantar o usuário da melhor maneira possível, fazendo que ele não desista de continuar acessando o seu conteúdo.

É valido lembrar que o Google dá menos destaque para os sites que não são otimizados para dispositivos móveis. Sua empresa não merece – e não deve – estar na segunda página! 😉

Vantagens em ter um site responsivo:

  • Análise de resultados usando Analytics e mapa de calor;
  • Otimização para buscadores;
  • É desenvolvido uma única vez: o seu investimento será único (economia);
  • Rapidez na acessibilidade;
  • Melhor performance;
  • Não gera duplicidade de conteúdo;
  • Praticidade e bons resultados;
  • Não é necessário baixar aplicativo, já que ele é acessado diretamente do navegador.

Quem deve investir?

Empresas que não tem sistemas ou serviços on-line e que precisam estar presentes na Internet para serem encontrados por seus clientes e gerar contatos on-line.

Quem precisa de site, precisa de um site responsivo, já que economizar nesse sentido acaba gerando prejuízos de busca de possíveis clientes.

O que queremos dizer é: optando pelo responsivo ou aplicativo, você DEVE ter uma melhor performance na Internet.

Ou, se você quer investir um pouquinho mais em novas ferramentas, você pode ter um site responsivo e um aplicativo mobile ao mesmo tempo, integrando um ao outro, por exemplo.

Grandes empresas costumam ter as duas soluções, pois há usuários resistentes a baixar um aplicativo. Porém, só faz sentido para um visitante instalar um app quando ele vai utilizá-lo com frequência.

Quando é para usar uma única vez, é mais cômodo usar apenas o site mobile da empresa.

Aplicativo mobile

 Os Apps (maneira como é abreviada a palavra “aplicativo mobile”) são instalados no smartphone por meio das lojas on-line de aplicativos: App Store (sistema iOS) e Google Play (sistema Android).

Os aplicativos são desenvolvidos com o objetivo de trazer uma melhor experiência e performance para os usuários, já que possuem uma maior funcionamento por serem instalados diretamente na plataforma dos seus dispositivos.

Diferente de um site responsivo, os aplicativos possibilitam o acesso a diversas funcionalidades, como GPS, câmera, notificações push, entre outros.

Vantagens

 Um aplicativo oferece sempre algo a mais: uma loja virtual otimizada para celulares, ferramenta para apresentação de informações e notícias, estatísticas e resultados, envio de pedidos de representantes, guia de serviços e locais, abertura de chamados de atendimento, catálogo de produtos com agilidade e usabilidade, GPS, entre outras infinitas possibilidades de conteúdo e ferramentas.

Mas você deve estar atento: seu público sente a necessidade de todas essas ferramentas? Reflita!

Quem deve investir?

 Os aplicativos mobile são recomendados quando você vai fornecer um serviço ou uma interação ainda maior com o seu cliente, que não conseguiria com o site.

Ou seja, ferramentas que vão além do “padrão” de conteúdo na internet. Por exemplo: geolocalização, notificações push (mensagens enviadas para aplicativos de celular ou aplicativos gerais), tirar fotos.

Profissionais e empresas devem estar atentos a esses dados citados no infográfico sobre mobile no Brasil e realinhar suas estratégias e decisões em direção ao sucesso nos lucros do mercado, impactando seus devidos consumidores.

Entendeu a diferença entre os dois? O site é o primeiro passo de toda empresa e o aplicativo para celular aprimora algum ponto específico de atendimento ou vendas.

Conta pra gente, sua empresa necessita de um site responsivo? A Drift ajuda você a desenvolver os melhores sites pensando lá na frente.

O nosso objetivo é basicamente este: prestar um ótimo serviço aos nossos clientes em todas as etapas do desenvolvimento, se adequando a todas as transformações da Internet.

Que tal a gente bater um papo?